quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Djeba



























As ruas parecem querer dizer alguma coisa. Quando a noite vem, trás consigo um som tão leve, até parece querer acalentar a suas gentes, pelos dias fustigados ao calor do sol.

Um homem vem bater a minha porta. Os seus olhos são cor da terra e alcançam a profundidade das coisas que o faz ver aquilo que mais ninguém vê.

Escrevo sobre ele. Fujo da primeira pessoa, da rotina, mas vejo que é mais complexo do queaquilo que imaginei. Não o sei pintar. E paro…

Sem comentários:

Publicar um comentário

O que achas disto?